A Rede

Um blog sobre as redes da vida e a vida das redes, por Dalberto Adulis

Posts Tagged ‘capacitação’

Redes e Desenvolvimento 2008

Posted by dalberto em 16 julho, 2008

A ABDL, em parceria com o SENAC_SP organizam a II edicao do seminario internacional Redes e Desenvolvimento.

Seminário discute trabalho em redes para o desenvolvimento sustentável

Como pessoas e organizações podem tirar proveito do trabalho colaborativo em rede para contribuir com iniciativas em prol do desenvolvimento sustentável? A questão será o principal eixo das discussões da edição 2008 do Seminário Redes e Desenvolvimento, que será promovido pela ABDL (Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças) e pelo Senac São Paulo de 30 de julho a 1º de agosto na zona sul da capital paulista.

O evento reunirá cerca de 200 pessoas dos setores público e privado e de organizações não-governamentais, além de pesquisadores brasileiros e do exterior. Para aprofundar as reflexões sobre redes e desenvolvimento sustentável, o primeiro dia seminário focará nas dimensões social, ambiental, política e econômica, apresentando experiências de redes ligadas aos temas dos direitos da criança, das mudanças climáticas, das políticas públicas e do empreendedorismo social. O objetivo do dia seguinte é o de debruçar sobre os principais desafios da articulação em redes, trazendo exemplos práticos de redes que enfrentam questões relacionadas à: potencial e limitações da articulação, dinâmica e estrutura de redes, escala e alcance das ações, metodologias e tecnologias para a colaboração.

Nesta segunda edição do evento, representantes de redes relacionadas aos quatro temas do seminário ilustrarão o debate com suas experiências em palestras, painéis de práticas do trabalho em rede e rodas de diálogos e construção coletiva. As rodas serão a principal novidade da segunda edição do evento, que teve sua primeira versão em julho de 2006. Visam propiciar a participação e a colaboração entre as cerca de 200 pessoas aguardadas para o evento, possibilitando aprofundamento das discussões em torno de dilemas e conquistas que permeiam o universo das redes para o desenvolvimento.

Entre os profissionais que já confirmaram sua participação, estão Antônio Carlos G. da Costa (Modus Faciende), Augusto de Franco (Agência de Educação para o Desenvolvimento), Enrique Mendizabal (Overseas Development Institute), Gilberto de Palma (Instituto Ágora), Karen Worcman (Museu da Pessoa/ Brasil Memória em Rede), Kemly Camacho (Sulá Batsú/Bellanet), Ladislau Dowbor (PUC-SP), Leslie Paal & Heather Creech (Canadá – International Institute for Sustainable Development); Paulo Sérgio de Oliveira e Costa (Secretário Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social), Ricardo Wilson-Grau (Consultor em desenvolvimento) e Rodrigo Costa da Rocha Loures (Federação das Indústrias do Paraná).

Este seminário marca a conclusão da segunda edição do Redesenvolvimento 2007, Programa de Formação em Redes para o Desenvolvimento, promovido pela ABDL e pelo LEAD International. Os participantes do programa são protagonistas na realização do evento, que conta com o patrocínio do Instituto C&A, do Instituto HSBC Solidariedade e da Fundação Telefônica.

O seminário será realizado graças às parcerias com: Impact Alliance, Sebrae São Paulo, Rits e todas as organizações que participam do Redesenvolvimento 2007: Artemísia, Ashoka,, Associação Metindjé Kayapó, Fundação Telefônica, Instituto HSBC Solidariedade, Instituto Pólen e Redeh, Instituto RIA e Tzedaka, Museu da Pessoa, ORBIS – Observatórios do Desenvolvimento Regional Sustentável, Rede Brasileira de Jornalismo Ambiental, Rede LEAD, Rede Municipal de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente de Niterói e Txai Cidadania e Desenvolvimento Social.

Mais detalhes podem ser conferidos no Termo de Referência e no site www.redesedesenvolvimento.org.br.

CONTEXTO

A colaboração e o intercâmbio de saberes na promoção do desenvolvimento

Nosso tempo exige que a cultura do trabalho em rede seja incorporada às práticas cotidianas das organizações, sejam elas da sociedade civil, empresariais ou governamentais.

A promoção do desenvolvimento sustentável requer a adoção de valores como o da colaboração e da cooperação, incentivando o surgimento de ações e práticas de gestão inovadoras.

No mundo contemporâneo, as redes se constituem como nova forma de organização social capaz de romper barreiras, diminuir distâncias, promover o trabalho colaborativo e a ação orquestrada em direção ao desenvolvimento.

A prática do trabalho colaborativo em instituições dos diferentes setores tem se revelado uma interessante alternativa às formas tradicionais de organização. Neste contexto, as redes surgem como o arranjo social de orquestração a integrar diversas iniciativas e promover o intercâmbio de idéias, conhecimento e práticas.

A articulação em rede possibilita ampliar o escopo de atuação, a escala de abrangência, o intercâmbio de informações e conhecimento e o ganho de capital social. Porém, o trabalho em rede também traz desafios a serem enfrentados por seus integrantes.

Vantagens e desafios do trabalho em rede serão apresentados e debatidos por profissionais com larga experiência na temática das redes para o desenvolvimento, que trarão aportes teóricos e práticos.

E-card_oficial.jpg

Anúncios

Posted in Internet, Redes, Sociedade | Etiquetado: , , , | Leave a Comment »