A Rede

Um blog sobre as redes da vida e a vida das redes, por Dalberto Adulis

Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Sustentabilidade na pratica – O Mineiro e o Queijo

Posted by dalberto em 28 setembro, 2011

Ontem tive a oportunidade de assistir à pre estreia do filme O Mineiro e o Queijo, dirigido por Helvecio Ratton. Uma filme bonito, sensivel e revelador, sobre a impotância do queijo na historia e sociedade de minas, em regioes como Serra da Canastra e Serro. Com quase 300 anos de historia na regiao, a producao, comercializacao e consumo do queijo “de terroir” revela-se como uma “inatituicao”, estruturando a vida de milhares de familias.

O grande problema é que devido à falta de visão e sensibilidade dos legisladores, a comercializacao de queijos elaborados a partir do leite cru foi banida por normas do Ministerio da Agricultura, e agora o queijo esta restrito ao mercado mineiro.
Na contramão da história as autoridades brasileiras restringem a comercialização alegando ameacas sanitarias, apesar da escassez de dados que comprovem os riscos. Ao final do debate houve um debate com o diretor, um sociologo e uma autoridade do Ministerio da Agricultura, que tentou argumentar, mas não convenceu ninguem. Frases prontas e escassez de rigor evidenciam a ameaca que politicas tracadas em ganibentes trazem ao modo de vida tradicional, á economia local e ao prazer da celebracao do bom gosto e da diversidade. Ao termino do debate um dos produtores nos agraciou com palavras sabias, dizendo que “devemos assegurar que nossos filhos e netos e as proximas geracoes merecem ter o direito de usufruir de um patrimonio da nossa cultura”. É a noção da sustentabilidade na prática, muito distante da logica dos burocratas que comandam muitas das instituicoes.

E pensar que sempre que passo pela França dedico boa parte do meu tempo em fromageries que oferecem os melhores queijos, todos feitos à base de leite cru…
Bem, ao menos ao final da secao pudemos degustar, ainda que na ilegalidade, um pouco de cada queijo: Canastra, Serro e Alto do Parnaiba.
Recomendo a todos assistir ao filme, defender o queijo de origem e contribuir para a preservacao de uma cultura tao importante.

http://www.omineiroeoqueijo.com.br/
O Mineiro e o Queijo | um documentário político e poético de Helvécio Ratton
http://www.omineiroeoqueijo.com.br
O MINEIRO E O QUEIJO mostra a tradição de quase 300 anos do verdadeiro queijo minas e a contradição que o ameaça: considerado patrimônio nacional, é proibido fora de Minas Gerais.

Anúncios

Posted in Uncategorized | 1 Comment »

Programação do GFAL do tema Educação na Sustentabilidade

Posted by dalberto em 31 agosto, 2011

09h00
10h00

Educação e Transdisciplinariedade

Maria Cândida Moraes

09h30
10h30

Ciência dos Sistemas para o Desenvolvimento Sistemático Sustentável

Karl Henrik Robèrt e Paulo Vodianitskaia

10h00
10h30

Educaçao na Sustentabilidade

Bernardo Toro

10h30
11h30

Sociedades aprendentes e os desafios da sustentabilidade

Pedro Jacobi

Investigação Apreciativa – Fase Descoberta

Equipe de Desenvolvimento Organizacional do Sistema FIEP

11h30
12h00

A experiência do Schumacher College

Satish Kumar

Investindo na sustentabilidade da America Latina: O papel do Shapers Investor

Anamaria Schindler

12h00
12h30

Programa Metodista Sustentável: Implantando transversalmente sustentabilidade no ensino superior

Waverli M. Neuberg

Educação intergeracional: energizando inovação para a sustentabilidade

Marjorie R. Schiller e Matthew Moehle

12h30
13h30

Como utilizar as abordagens formal, não-formal e informal na Educação para a Sustentabilidade

Bob Willard

13h00
13h30

Talento Sustentável

Cristina Oneto

13h30
14h00

Educação em gestão: o que é preciso priorizar?

Pedro Lincoln

A experiência da FEA/USP

José Roberto Kassai

14h00
14h30

Educação e sustentabilidade

Rachel Cavalcanti Stefanuto

Como o ensino transforma o pensamento, como o pensamento modifica o mundo

Jaimie P. Cloud

14h30
15h00

Formação de protagonistas socioambientais: a experiência da Escola Superior de Conservação Ambiental e Sustentabilidade

Claudio Valadares Pádua

Investigação Apreciativa – Fase Sonho

Equipe de Desenvolvimento Organizacional do Sistema FIEP

15h00
15h30

Fazendo história para melhorar a vida das pessoas: edição corporativa transformadora

Daviane Chemin, Marília de Souza, Marília Guimarães, Marco Guimarães e Cristóban Gaggero

15h30
16h00

A experiência da UNISINOS

Pe. Marcelo Aquino

A experiência da Educação Matriztica Montessori

Ignácio Carrasco

16h00
16h30

A nova consciência nos negócios – balanceando cabeça e coração no mundo dos negócios

Robert Broughton

PRME – Uma experiência brasileira. Integrando academia e mercado em prol da Sustentabilidade

Norman Arruda Filho

16h30
17h00

Aprendizagens, inovação e desafios na formação de lideranças para a sustentabilidade: 20 anos de história em 20 minutos, o caso da ABDL e LEAD – Leadership for Environment and Development

Dalberto Adulis

Investigação Apreciativa – fase design

Equipe de Desenvolvimento Organizacional do Sistema FIEP

17h00
17h30

A experiência do programa Administração Sustentável

Marcos Schlemm

17h30
18h00

Apresentação de experiências empresariais

A crescente importância da sustentabilidade nos mercados europeus e o rol de universidades orientadas a educação para a gestão sustentável

Erik Hansen

17h45
18h00

18h00
18h30

Educação e inclusão: o método de libras

Priscila Soares Vidal Festa

18h30
19h00

Encerramento

Educação na Sustentabilidade

Marc Giget

19h00
19h30

Consolidar a sustentabilidade: uma questão de competências

Maria Julia Rubio Roldan

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Educacao e Sustentabilidade no Global Forum

Posted by dalberto em 31 agosto, 2011

Global Forum America Latina – “Uma nova forma de pensar o mundo é possível”

O BAWB-Global Forum America Latina (BAWB-GFAL) é uma iniciativa internacional cujo principal objetivo é repensar o papel da sociedade, das empresas, da academia e do poder público enquanto atores fundamentais para o bem-estar e o desenvolvimento sustentável das comunidades em que se inserem. Para tanto, promove espaços de dialogo sobre estratégias sustentáveis em diferentes âmbitos, procura identificar ações inovadoras, que contribuam para a preservação da vida humana em nosso planeta. A conferência será realizada de forma digital e dará continuidade a interação e diálogo sobre aspectos relevantes de gestão para o mundo empresarial, acadêmico e para a sociedade como um todo, repensando o papel dos negócios enquanto protagonistas fundamentais para o bem estar e o desenvolvimento sustentável, trazendo alternativas para a realidade que se nos apresenta através de práticas bem sucedidas. Com esse foco, e fazendo relação com a Educação na Sustentabilidade, Sociedade Inovadora e Design-Thinking, a pergunta que conduz o BAWB GFAL 2011 coloca em questão os modelos vigentes de gestão tendo em vista os imperativos do desenvolvimento sustentável.

Dalberto Adulis, diretor executivo da ABDL, participará do evento das 16:30 às 17 horas do dia 31/08, com o tema “Aprendizagens, inovação e desafios na formação de lideranças para a sustentabilidade: 20 anos de história em 20 minutos, o caso da ABDL e LEAD – Leadership for Environment and Development”.

A inscrição virtual, programação completa e mais informações podem ser acessadas em http://www.globalforum.com.br/programacao/

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Redes e Sustentabilidade – Seminario

Posted by dalberto em 19 abril, 2011

Redes e Sustentabilidade no SGDCA Sistema de Garantia dos Direitos da Criança
Este seminário pretende:
• Apresentar as publicações desenvolvidas pela linha redes da Fundação Telefônica
• Refletir sobre desafios e oportunidades para fortalecer o trabalho em redes no SGDCA
• Explorar metodologias, ferramentas e conceitos que podem contribuir para a
sustentabilidade das redes
• Favorecer a articulação entre diferentes atores engajados na promoção dos direitos
das crianças e adolescentes
Privilegiará momentos de palestras, relacionando teoria e prática e oficinas metodológicase do Adolescente

Vagas limitadas!
Inscreva-se pelo portal Pró-Menino
http://www.promenino.org.br
As inscrições serão abertas em breve!

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Posted by dalberto em 12 abril, 2011

Programa LEAD New Earth Leaders abre inscrições para a nova turma de formação de lideranças para a sustentabilidade.

A Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças ABDL/LEAD Brasil lança a 2ª Edição do programa LEAD New Earth Leaders. O programa é dirigido a profissionais que tenham interesse em desenvolver habilidades para atuar de forma colaborativa no desenho e implementação de iniciativas voltadas à sustentabilidade de suas organizações ou comunidades.

A metodologia de formação para ação do programa promove o fortalecimento das capacidades de liderança através de processos de aprendizagem, vivências e da implantação de iniciativas e projetos desenvolvidos pelos/as próprios/as participantes em suas comunidades e/ou organizações.

O programa aborda a temática da sustentabilidade a partir dos princípios da Carta da Terra. Conforme destaca Mirian Vilela, Diretora Executiva da Carta da Terra Internacional, “é fundamental re-orientar as práticas e decisões corporativas em direção à construção de uma sociedade justa, pacífica e sustentável; e neste processo, a educação é fator fundamental”. O programa oferece também aos/às participantes uma jornada de aprendizagem inspirada na Teoria U, desenvolvida por Otto Scharmer, que articula o sentir, o refletir e o agir.

O LEAD NEL é desenvolvido em parceria com a organização holandesa Mutual Learning Journeys e contará com participantes do Brasil, Holanda e África do Sul. O programa é modular, compreendendo um módulo básico (obrigatório), constituído por três encontros, realizados em São Paulo e Rio de Janeiro, e dois eventos internacionais complementares, os quais o/a participante pode optar por um deles ou ambos, sendo:

  • Imersão e co-criação baseada na Teoria U, realizada em Santarém (Pará), com colegas holandeses e sul africanos (setembro)
  • Seminário internacional do LEAD, sobre liderança, sustentabilidade e economia verde, realizada em Ottawa, Canadá (outubro)

O programa oferece uma oportunidade diferenciada para os participantes desenvolverem as suas capacidades de liderança através de uma jornada de aprendizagem que contempla desafios de sustentabilidade no mundo real, além do intercâmbio de experiências com profissionais da Holanda, África do Sul e outros países” conclui Dalberto Adulis, Diretor Executivo da ABDL/ LEAD.

O processo de seleção para o LEAD New Earth Leaders está aberto até 21de maio de 2011 e as inscrições devem ser realizadas através do envio de formulário disponível no site da ABDL. Os candidatos pré-qualificados passarão por uma entrevista e os critérios de seleção incluem: diversidade (gênero, formação, área de atuação), experiência, potencial e interesse de cada candidato, assim como domínio da língua inglesa.

Sobre as Organizações envolvidas:

ABDL – Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças: Organização sem fins lucrativos com a missão de articular lideranças para o desenvolvimento sustentável. Desenvolve programas de formação de liderança, de capacitação e mobilização de agentes sociais em temas como sustentabilidade, mudanças climáticas, , desenvolvimento, e governança. Os egressos dos programas tornam-se integrantes de uma rede de fellows, constituída por mais de 500 profissionais, de diferentes setores e áreas de atuação. http://www.abdl.org.br.

A CARTA DA TERRA – A Carta da Terra é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. A primeira versão do documento foi elaborada em evento paralelo da Cúpula da Terra (Eco-92), realizada no Rio de Janeiro em 1992. A elaboração completa da declaração levou oito anos em um processo participativo que envolveu milhares de pessoas de todas as raças, credos, idades e profissões, incluindo especialistas em ciências, filosofia, ética, religiões e leis internacionais em todos os continentes. Sua versão final foi lançada em 29 de Junho de 2000 no Palácio da Paz em Haia na Holanda pela Rainha Beatrix. Em 2003 a UNESCO reconheceu a Carta da Terra como um importante marco ético e instrumento chave para um mundo justo, pacífico e sustentável. www.cartadaterrabrasil.org http://www.earthcharterinaction.org/content/

LEAD – Leadership for Environment and Development (Liderança para o Meio Ambiente e Desenvolvimento): Rede de organizações e programas de formação de liderança nascida em 1992 e presente em 14 países e regiões do mundo. Os egressos dos programas LEAD fazem parte de uma comunidade de fellows, com mais de 2000 integrantes. A ABDL é a organização responsável pelo LEAD no Brasil. http://www.lead.org

Mutual Learning Journeys – Organização Holandesa que desenvolve programas de cooperação e intercâmbio em países em desenvolvimento em parceria com organizações locais com o objetivo de promover a educação para um mundo sustentável. http://www.mutuallearningjourneys.nl

Mais informações:

abdl@abdl.org.br

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

LEAD Lideranca para Seguranca Climatica

Posted by dalberto em 16 julho, 2010

Posted in Uncategorized | 1 Comment »

Lideranca para Seguranca Climatica – LEAD – Inscricoes Abertas

Posted by dalberto em 15 julho, 2010

Programa Liderança para a Segurança Climática – LEAD – Inscrições abertas
As crises econômica e ambiental evidenciam a necessidade de se adotar padrões de desenvolvimento mais sustentáveis, que propiciem condições adequadas de vida no presente e no futuro. Formar líderes que possam atuar nessa transição é o objetivo do programa Liderança para Segurança Climática – LEAD, promovido pela ABDL – Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças em parceria com o LEAD International e GLN – Global Leadership Network.
Em sua terceira edição, o programa reunirá entre 15 e 20 profissionais de diversos setores interessados em liderar, dentro de sua área de atuação, o processo de transição para uma sociedade de baixo carbono.
A metodologia de formação para ação do programa promove o fortalecimento das capacidades de liderança através de processos de aprendizagem, vivências e da implantação de iniciativas e projetos desenvolvidos pelos/as próprios/as participantes em suas comunidades e/ou organizações. Além da formação de uma rede entre participantes, docentes e parceiros, permitindo o intercâmbio e a mobilização de recursos que favoreçam a colaboração.

O programa tem seis meses de duração e contempla a realização de 3 encontros, entre São Paulo e Rio de Janeiro, e participação no seminário internacional do LEAD “População, Mudanças Climáticas e Desenvolvimento”, que acontecerá na África do Sul e contará com a presença de 150 grandes líderes de 30 países diferentes. Ao final do programa, os alunos serão convidados a ingressar na rede Lead/ABDL, que é formada por mais de 300 fellows no Brasil e 2500 no mundo.
Os interessados em se candidatar ao programa podem preencher o formulário disponível no website da ABDL e enviá-lo até 13 de agosto.
Contato: abdl@abdl.org.br


Página do site da ABDL com os documentos informativos do programa:

Posted in Desenvolvimento, Liderança, Sociedade, Uncategorized | Etiquetado: | Leave a Comment »

World Music

Posted by dalberto em 8 abril, 2010

Aqui vai um excelente site para baixar discos com world music, inclusive muitos albuns da Putumayo.

Tem um acervo incrivel de musicas do oriente (India, Ira, Turquia, marrocos, etc).

http://www.welove-music.net/

Posted in Uncategorized | Leave a Comment »

Grimaud e Bach ..fantástico..

Posted by dalberto em 7 março, 2010

Quando ouço e assisto a esta gravação de grimaud tocando a Chacone de Bach fico em estado de êxtase….

Precisaria de muitas palavras para tentar explicar porque…mas acho mais fácil você mesmo conferir….

Se assistir até o final você entenderá…

inspiração, beleza, sentimento, perfeição, emoção, razão, tudo junto, em 8 minutos..

Posted in Arte, Cultura, Uncategorized | 2 Comments »

Arqueologia da Rede

Posted by dalberto em 5 fevereiro, 2009

Depois de 6 meses sem postar no blog retomo a atividade postando o historico da minha atuacao no campo das redes que estou publicando no espaço virtual (NING) da Escola de Redes

Arqueologia da Rede

Ola,

Não é fácil fazer um relato sobre meu envolvimento com a temática das redes, por diferentes razões. Primeiro, porque ele teve início a quase anos, quando coordenava projetos de pesquisa e consultoria no CEATS-USP. De lá para cá muita coisa se passou e mudou. Em segundo lugar, porque a minha relação com as redes já envolveu aspectos muito distintos, cada um deles podendo ser visto como um campo específico de atuação (redes e desenvolvimento, redes sociais, redes e tecnologias de informação, facilitação de redes, redes e colaboração etc) E finalmente, porque nos dias de hoje é cada vez mais difícil encontrarmos tempo para dedicar a atenção necessária às diferentes redes às quais estamos vinculados, entre as quais, a própria Escola de Redes.

Diante destas dificuldades, acabei adiando tanto a elaboração desse relato, que talvez uma solução seja iniciá-lo e, pouco a pouco, ir aprimorando, criando versões mais atualizadas, aproveitando os recursos que a Internet oferece para este tipo de narrativa.

Então, vamos comecar… pelo princípio….

–(Bem, eu já estava começando a escrever o início do meu envolvimento quando percebi que vou acabar escrvendo um tanto sobre cada etapa. Ao tentar lembra os principais acontecimentos percebo que há várias histórias que podem ser contadas, e parece que este esforço pode ser profícuo, permitindo que eu identifique algumas das principais aprendizegens nesta trajetória. Sendo assim, acho que vou publicando aos poucos, etapa por etapa, a minha caminhada neste campo das redes.

Arqueologia das Redes

1 – Rede de Projetos Sociais na Amazônia – (1996 – 1999)

A minha primeira incursão no mundo das redes ocorreu há 15 anos atrás, quando trabalhava como pesquisador e consultor fa FIA/FEA/USP e CEATS – Centro de Estudos em Administração do Terceiro Setor. Entre 1995 e 1996 tive a oportunidade de trabalhar em projetos voltados ao mapeamento de organizações e iniciativas voltadas à promoção da inclusão social e formação profissional nos nove estados da Amazônia Legal. Esta iniciativa, realizada para a SUDAM, foi realizada a partir de uma metodologia de pesquisa-ação que conciliava levantamento de informações, engajamento e capacitação de atores dos diferentes setores atuantes na região.Durante o projeto foram mapeados e catalogados mais de 700 projetos e 400 organizações que atuavam na região, permitindo a publicação de um panorâma da atuação dessas organizações naquela época.

Entre as recomendações no final do projeto destacava-se a necessidade da criação de uma rede de organizações que pudesse atualizar, através da Internet, informações sobre as ações sociais desenvolvidas na região. O apoio à criação dessas redes (de organizações e de informações) foi o principal objeto do projeto BIPSAM – Banco Interativo de Projetos Sociais da Amazônia, desenvolvido entre 1998 e 1999, quando pude realizar pesquisas e entrar em contato com diversos autores, ativistas e organizações trabalhando sobre o tema. Quais foram as principais referências naquela época ?

Academicamente, foi um marco para mim A Sociedade em Rede, de Castells. Do ponto de vista da atuação prática, no campo da sociedade civil, era marcante o pioneirismo da RITS, que se propunha a criar uma rede de informações para as organizações do terceiro setor além de facilitar o acesso às novas TICs (tecnologias de informação e comunicação). E no campo do desenvolvimento, destacava-se os esforços de algumas organizações multilaterais, interessadas em promover a articulação de redes entre as organizações voltadas ao desenvolvimento. Na etapa de prospecção tive a oportunidade de entrar contato com propostas e gestores de programas do Banco Mundial (InfoDev), PNUD, BID, UNESCO e GKP (Global Knowledge Partnership), além de participar da Escuela Latinoamericana de Redes, promovida pela Internet Society, em Mérida/Venezuela.
Logo no início do projeto realizamos reuniões com o propõsito de integrar a RITS ao projeto, assim como contatos com outras organizações interessadas em apoiar projetos desta natureza,, porém, conforme percebemos ao longo do projeto, ainda não haviam as condições mínimas para se construir uma rede que dependesse da comunicação através da Internet O projeto promoveu o envolvimento das principais organizações atuantes na região, que reconheceram a relevância de uma rede e um banco interativo de projetos sobre a sua atuação, mas a exclusão digital na região era tão grande (menos 1% da população com acesso à Internet), que foi difícil sustentar a rede após o término do projeto.

A experiência e a aprendizagem obtida neste primeiro projeto no campo das redes foram marcantes, e posso falar mais sobre elas em outro momento, mas por hora acho que posso deixar alguns links..
(É surpreendente encontrar esses links através do Google, tanto depois desses conteúdos terem sido publicados. Isto nos faz pensar sobre nossas pegadas na Web….)

Website do Projeto e do Banco de Dadoshttp://www.genamaz.org.br/bipsam/index.htm

Noticia na RETS http://www.genamaz.org.br/bipsam/index.htm

Artigo sobre o projeto na RAU/USPhttp://www.rausp.usp.br/busca/artigo.asp?num_artigo=5
—–

Próximas etapas…

2 – Les Reseaux – Paris – 2000 – 2001
3 – Redes Colaboração e Aprepriação Social das TICs – RITS – 2002 – 2007 – RITS
4 – Redes para o Desenvolvimento – ABDL – 2002 – 2007
5 – Liderança e Desenvolvimento em redes – ABDL – (2007 – ?)

Posted in Uncategorized | Etiquetado: , , | 1 Comment »