A Rede

Um blog sobre as redes da vida e a vida das redes, por Dalberto Adulis

Archive for the ‘Liderança’ Category

Vida em rede: conexões, relacionamentos e caminhos para uma nova sociedade

Posted by dalberto em 23 setembro, 2011

O Instituto C&A, que completa 20 anos de atuação em 2011, lança no próximo dia 27 de setembro a publicação “Vida em rede: conexões, relacionamentos e caminhos para uma nova sociedade”. O livro aborda a importância do trabalho social em rede para a transformação de realidades complexas.

O livro é um compêndio de oito artigos que tratam de temas como a morfologia das redes, o conceito de campo sociopolítico, advocacy e incidência política via o trabalho em rede e a articulação do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente na forma de uma rede.

A coletânea traz artigos de Ilse Scherer-Warren, mestre em Sociologia Rural pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e doutora em Sociologia pela Universidade de Paris; Ciça Lessa, secretária-executiva da Rede Andi Brasil; Dalberto Adulis, Diretor Executivo da ABDL (Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças); Ricardo Wilson-Grau, consultor internacional em planejamento, monitoramento e avaliação de redes internacionais de mudança social; e Cássio Martinho, jornalista, professor e consultor em gestão de redes.

Na publicação os autores abordam temas como “Redes da Sociedade Civil: advocacy e incidências possíveis”, “Articulação do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente na forma de rede”, “Para uma noção do campo sociopolítico”, “A profusão das redes: gestão e fomento na promoção do desenvolvimento”, entre outros.

Para marcar o lançamento da publicação, o Instituto C&A fará um evento com os autores no próximo dia 27 de setembro. O conteúdo do livro já está disponível no link http://www.institutocea.org.br/midiateca/129/Publicacao/vida-em-rede.aspx .

“Criado há 20 anos, o Instituto C&A acumula experiência no trabalho em rede em diferentes perspectivas, o que trouxe ensinamentos diversos e o fortalecimento do trabalho em parceria com diversas instituições”, conta Paulo Castro, presidente do Instituto C&A. “Em 2010, lançamos o programa Redes e Alianças, com o objetivo de promover a cooperação, convergência e multiplicação de esforços entre organizações sociais e pessoas, contribuindo para a garantia dos direitos da criança e do adolescente no Brasil”, complementa.

As ações do Instituto C&A no campo do fomento à atuação social em rede acontecem sob o guarda-chuva do programa Redes e Alianças. A relação de iniciativas apoiadas inclui a Rede Andi Brasil, a Oficina de Imagens, o Grupo de Trabalho (GT) Nacional Pró-Convivência Familiar e Comunitária, o Fórum Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (FNDCA) e a Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e da Juventude (ABMP).

O programa Redes e Alianças tem o objetivo de promover a cooperação, a convergência e a multiplicação de esforços entre organizações e pessoas, de modo a contribuir para a garantia dos direitos da criança e do adolescente no Brasil. Uma das formas de atuação do programa é a promoção, fomento e disseminação da produção de conhecimento sobre redes, daí a proposta de editar um livro sobre o assunto.

Anúncios

Posted in Colaboração, Liderança, Redes, social, Sociedade, Sustentabilidade | Leave a Comment »

Alguns entraves para a sustentabilidade

Posted by dalberto em 24 maio, 2011

Ontem participei de um debate sobre sustentabilidade, organizado pela Associação dos Profissionais da Sustentabilidade, na Assembleia Legistaltiva. havia três participantes na mesa, um de cada setor. Fabio Feldmann, falando da perspectiva do setor publico, Aerton Paeva, falando do setor privado, e eu, a partir da perspectiva da sociedade civil.
Um dos pontos centrais de todo o debate girou em torno da necessidade de se adotar uma perspectiva sistemica e integradora, que contemple as diferentes dimensoes da sociedade (economia, meio ambiente, social). Conforme sugeriu Fabio, apenas nos ultimos anos esta abordagem ganhou força em setores ate entao distantes das questoes ambientais.
Esta perspectiva é central para se pensar em economia verde, de baixo carbono ou na nova economia, do seculo XXI. Apesar desta tendencia, hoje pela manha me deparo com um depoimento impressionante, bastante anacrônico, que saiu no valor. Trata-se de uma decalaracao de Marcio Mello, presidente da HRT Oil and Gas, empresa que comecara a explorar petroleo no Amazonas.
Questionado sobre o impacto ambiental da atividade petrolifera ele saiu com esta pérola:
” Enquanto alguns ficam preocupados com árvores, existem 30 milhões moreendo com malária, tifo, leishmaniose e dengue. Está morrendo gente e agora vai se preocupar que o cara corte uma arvorezinha?”
Porque as pessoas e empresas não podem ter uma abordagem mais ampla e sistemica e tentar contemplar os diferentes aspectos que precisam ser considerados?
Sera que a atividade petrolifera ira solucionar os problemas de saúde da região?
De onde será que vieram os dados que o levam a mencionar 30 milhões morrendo destas doenças…ou de apenas cortar uma arvorezinha?
Enquanto prevalecerem pensamentos rasos será dificil transformar a nossa realidade..e hoje veremos mais uma vez tentativas para aprovar um código florestal devastador..

Tristes Trópicos…

É por essas e outras que educação e liderança são temas tão importantes…

Posted in Desenvolvimento, Liderança, meio ambiente, Sociedade, Sustentabilidade | 1 Comment »

Lideranca para Seguranca Climatica – LEAD – Inscricoes Abertas

Posted by dalberto em 15 julho, 2010

Programa Liderança para a Segurança Climática – LEAD – Inscrições abertas
As crises econômica e ambiental evidenciam a necessidade de se adotar padrões de desenvolvimento mais sustentáveis, que propiciem condições adequadas de vida no presente e no futuro. Formar líderes que possam atuar nessa transição é o objetivo do programa Liderança para Segurança Climática – LEAD, promovido pela ABDL – Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças em parceria com o LEAD International e GLN – Global Leadership Network.
Em sua terceira edição, o programa reunirá entre 15 e 20 profissionais de diversos setores interessados em liderar, dentro de sua área de atuação, o processo de transição para uma sociedade de baixo carbono.
A metodologia de formação para ação do programa promove o fortalecimento das capacidades de liderança através de processos de aprendizagem, vivências e da implantação de iniciativas e projetos desenvolvidos pelos/as próprios/as participantes em suas comunidades e/ou organizações. Além da formação de uma rede entre participantes, docentes e parceiros, permitindo o intercâmbio e a mobilização de recursos que favoreçam a colaboração.

O programa tem seis meses de duração e contempla a realização de 3 encontros, entre São Paulo e Rio de Janeiro, e participação no seminário internacional do LEAD “População, Mudanças Climáticas e Desenvolvimento”, que acontecerá na África do Sul e contará com a presença de 150 grandes líderes de 30 países diferentes. Ao final do programa, os alunos serão convidados a ingressar na rede Lead/ABDL, que é formada por mais de 300 fellows no Brasil e 2500 no mundo.
Os interessados em se candidatar ao programa podem preencher o formulário disponível no website da ABDL e enviá-lo até 13 de agosto.
Contato: abdl@abdl.org.br


Página do site da ABDL com os documentos informativos do programa:

Posted in Desenvolvimento, Liderança, Sociedade, Uncategorized | Etiquetado: | Leave a Comment »

Liderança para a Sustentabilidade

Posted by dalberto em 5 março, 2010

Uma inédita parceria formada pela Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças (ABDL)/LEAD Brasil e as organizações holandesas Mutual Learning Journeys e NCDO (Comitê Nacional da Holanda para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento Sustentável), lança o programa New Earth Leaders (Novos Líderes da Terra em tradução livre) com o propósito de fomentar entre jovens executivos iniciativas práticas no campo da sustentabilidade.

O New Earth Leaders terá inicio em Abril com duração de seis meses, sendo 100 horas presenciais e 40 horas de atividades à distância. É dirigido a jovens profissionais entre 20 e 35 anos do setor privado do Brasil e da Holanda, que tenham especial interesse em colaborar com iniciativas voltadas a sustentabilidade e a responsabilidade social empresarial dentro de suas organizações. O programa foi inspirado nos princípios da Carta da Terra, declaração de princípios éticos nascida na Rio Eco-92 e tem como objetivo propiciar o desenvolvimento de liderança entre jovens executivos, importantes protagonistas para um futuro sustentável. “É fundamental re-orientar as práticas e decisões corporativas em direção à construção de uma sociedade justa, pacífica e sustentável. E neste processo, a educação é fator fundamental” afirma Mirian Vilela, Diretora Executiva da Carta da Terra Internacional cuja sede fica no campus da Universidade para a Paz (UPEACE) das Nações Unidas na Costa Rica.

A metodologia do programa é baseada na “Teoria U” – desenvolvida por Otto Scharmer que tem foco na formação para a ação e articula o sentir, o refletir e o agir. Entre os conteúdos abordados destacam-se liderança, desenvolvimento sustentável, diálogo e colaboração, engajamento de atores sociais, inovação e desenvolvimento de projetos. Os integrantes também terão a oportunidade de interagir com seus pares, facilitadores e docentes através de um ambiente colaborativo virtual.

Um dos pontos mais importantes do New Earth Leaders é a parte prática a ser conduzida em conjunto com a Organização Não Governamental Floresta Viva, em Itacaré, Sul da Bahia, a qual enfrenta muitos desafios na criação de modelos de desenvolvimento sustentáveis e inclusivos para a região. Os participantes do New Earth Leaders terão que ajudar a ONG na elaboração de um modelo de desenvolvimento sustentável para a região. “Este programa oferece uma oportunidade diferenciada para os participantes desenvolverem as suas capacidades de liderança através de uma jornada de aprendizagem que contempla desafios de sustentabilidade no mundo real, além do intercâmbio de experiências com profissionais da Holanda” conclui Dalberto Adulis, Diretor Executivo da ABDL/ Lead.

A parte internacional do programa inclui um encontro em Amsterdã, Holanda, onde entre os docentes está o ex-Primeiro Ministro da Holanda, Ruud Luubers que afirma: “O New Earth Leaders oferece uma oportunidade de aprendizado sociocultural para jovens líderes brasileiros e holandeses que terão que unir esforços para superar desafios reais de sustentabilidade em Itacaré.” Os participantes serão convidados para a solenidade organizada na Holanda pelo Governo local, em comemoração aos 10 anos da Carta da Terra, que teve seu lançamento oficial pela rainha Beatrix do mesmo país em Junho de 2000.

O processo de seleção para o New Earth Leaders estará aberto até 30 de Março de 2010. A inscrição deverá ser realizada através do envio de formulário disponível no site da ABDL – http://www.abdl.org.br. Os candidatos pré-qualificados passarão por uma entrevista. O número de vagas está limitado em 20 participantes, 10 provenientes de cada pais – Brasil e Holanda. Os critérios de seleção incluem: diversidade (gênero, formação, área de atuação), experiência, potencial e interesse de cada candidato, assim como domínio da língua inglesa. Maiores informações sobre o New Earth Leaders: 11 3719-1532.

Sobre as Organizações envolvidas:

ABDL – Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Lideranças: Organização sem fins lucrativos com a missão de articular lideranças para o desenvolvimento sustentável. Desenvolve programas de formação de liderança, de capacitação e mobilização de agentes sociais em temas como sustentabilidade, mudanças climáticas, , desenvolvimento, e governança. Os egressos dos programas tornam-se integrantes de uma rede de fellows, constituída por mais de 500 profissionais, de diferentes setores e áreas de atuação. http://www.abdl.org.br.

A CARTA DA TERRA – A Carta da Terra é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. A primeira versão do documento foi elaborada em evento paralelo da Cúpula da Terra (Eco-92), realizada no Rio de Janeiro em 1992. A elaboração completa da declaração levou oito anos em um processo participativo que envolveu milhares de pessoas de todas as raças, credos, idades e profissões, incluindo especialistas em ciências, filosofia, ética, religiões e leis internacionais em todos os continentes. Sua versão final foi lançada em 29 de Junho de 2000 no Palácio da Paz em Haia na Holanda pela Rainha Beatrix. Em 2003 a UNESCO reconheceu a Carta da Terra como um importante marco ético e instrumento chave para um mundo justo, pacífico e sustentável. http://www.cartadaterrabrasil.org http://www.earthcharterinaction.org/content/

LEAD – Leadership for Environment and Development (Liderança para o Meio Ambiente e Desenvolvimento): Rede de organizações e programas de formação de liderança nascida em 1992 e presente em 14 países e regiões do mundo. Os egressos dos programas LEAD fazem parte de uma comunidade de fellows, com mais de 2000 integrantes. A ABDL é a organização responsável pelo LEAD no Brasil. http://www.lead.org

Mutual Learning Journeys – Organização Holandesa que desenvolve programas de cooperação e intercâmbio em países em desenvolvimento em parceria com organizações locais com o objetivo de promover a educação para um mundo sustentável. http://www.mutuallearningjourneys.nl

NCDO – Comitê Nacional para a Cooperação Internacional e Desenvolvimento Sustentável – A NCDO articula e apóia atores sociais na Holanda que promovem mudanças nos países em desenvolvimento, fornecendo-lhes informações, subsídios e orientações por meio de campanhas, debates, atividades educativas, exposições, produções audiovisuais e projetos culturais. A NCDO também é a afiliada oficial da Carta da Terra Internacional na Holanda. http://www.ncdo.nl

Neste momento em que é urgentemente necessário mudar a maneira como pensamos e vivemos, a Carta da Terra nos desafia a examinar nossos valores e a escolher um melhor caminho.”

Posted in Desenvolvimento, Liderança, meio ambiente, projetos sociais, Redes | Etiquetado: | Leave a Comment »