A Rede

Um blog sobre as redes da vida e a vida das redes, por Dalberto Adulis

Arqueologia da Rede

Posted by dalberto em 5 fevereiro, 2009

Depois de 6 meses sem postar no blog retomo a atividade postando o historico da minha atuacao no campo das redes que estou publicando no espaço virtual (NING) da Escola de Redes

Arqueologia da Rede

Ola,

Não é fácil fazer um relato sobre meu envolvimento com a temática das redes, por diferentes razões. Primeiro, porque ele teve início a quase anos, quando coordenava projetos de pesquisa e consultoria no CEATS-USP. De lá para cá muita coisa se passou e mudou. Em segundo lugar, porque a minha relação com as redes já envolveu aspectos muito distintos, cada um deles podendo ser visto como um campo específico de atuação (redes e desenvolvimento, redes sociais, redes e tecnologias de informação, facilitação de redes, redes e colaboração etc) E finalmente, porque nos dias de hoje é cada vez mais difícil encontrarmos tempo para dedicar a atenção necessária às diferentes redes às quais estamos vinculados, entre as quais, a própria Escola de Redes.

Diante destas dificuldades, acabei adiando tanto a elaboração desse relato, que talvez uma solução seja iniciá-lo e, pouco a pouco, ir aprimorando, criando versões mais atualizadas, aproveitando os recursos que a Internet oferece para este tipo de narrativa.

Então, vamos comecar… pelo princípio….

–(Bem, eu já estava começando a escrever o início do meu envolvimento quando percebi que vou acabar escrvendo um tanto sobre cada etapa. Ao tentar lembra os principais acontecimentos percebo que há várias histórias que podem ser contadas, e parece que este esforço pode ser profícuo, permitindo que eu identifique algumas das principais aprendizegens nesta trajetória. Sendo assim, acho que vou publicando aos poucos, etapa por etapa, a minha caminhada neste campo das redes.

Arqueologia das Redes

1 – Rede de Projetos Sociais na Amazônia – (1996 – 1999)

A minha primeira incursão no mundo das redes ocorreu há 15 anos atrás, quando trabalhava como pesquisador e consultor fa FIA/FEA/USP e CEATS – Centro de Estudos em Administração do Terceiro Setor. Entre 1995 e 1996 tive a oportunidade de trabalhar em projetos voltados ao mapeamento de organizações e iniciativas voltadas à promoção da inclusão social e formação profissional nos nove estados da Amazônia Legal. Esta iniciativa, realizada para a SUDAM, foi realizada a partir de uma metodologia de pesquisa-ação que conciliava levantamento de informações, engajamento e capacitação de atores dos diferentes setores atuantes na região.Durante o projeto foram mapeados e catalogados mais de 700 projetos e 400 organizações que atuavam na região, permitindo a publicação de um panorâma da atuação dessas organizações naquela época.

Entre as recomendações no final do projeto destacava-se a necessidade da criação de uma rede de organizações que pudesse atualizar, através da Internet, informações sobre as ações sociais desenvolvidas na região. O apoio à criação dessas redes (de organizações e de informações) foi o principal objeto do projeto BIPSAM – Banco Interativo de Projetos Sociais da Amazônia, desenvolvido entre 1998 e 1999, quando pude realizar pesquisas e entrar em contato com diversos autores, ativistas e organizações trabalhando sobre o tema. Quais foram as principais referências naquela época ?

Academicamente, foi um marco para mim A Sociedade em Rede, de Castells. Do ponto de vista da atuação prática, no campo da sociedade civil, era marcante o pioneirismo da RITS, que se propunha a criar uma rede de informações para as organizações do terceiro setor além de facilitar o acesso às novas TICs (tecnologias de informação e comunicação). E no campo do desenvolvimento, destacava-se os esforços de algumas organizações multilaterais, interessadas em promover a articulação de redes entre as organizações voltadas ao desenvolvimento. Na etapa de prospecção tive a oportunidade de entrar contato com propostas e gestores de programas do Banco Mundial (InfoDev), PNUD, BID, UNESCO e GKP (Global Knowledge Partnership), além de participar da Escuela Latinoamericana de Redes, promovida pela Internet Society, em Mérida/Venezuela.
Logo no início do projeto realizamos reuniões com o propõsito de integrar a RITS ao projeto, assim como contatos com outras organizações interessadas em apoiar projetos desta natureza,, porém, conforme percebemos ao longo do projeto, ainda não haviam as condições mínimas para se construir uma rede que dependesse da comunicação através da Internet O projeto promoveu o envolvimento das principais organizações atuantes na região, que reconheceram a relevância de uma rede e um banco interativo de projetos sobre a sua atuação, mas a exclusão digital na região era tão grande (menos 1% da população com acesso à Internet), que foi difícil sustentar a rede após o término do projeto.

A experiência e a aprendizagem obtida neste primeiro projeto no campo das redes foram marcantes, e posso falar mais sobre elas em outro momento, mas por hora acho que posso deixar alguns links..
(É surpreendente encontrar esses links através do Google, tanto depois desses conteúdos terem sido publicados. Isto nos faz pensar sobre nossas pegadas na Web….)

Website do Projeto e do Banco de Dadoshttp://www.genamaz.org.br/bipsam/index.htm

Noticia na RETS http://www.genamaz.org.br/bipsam/index.htm

Artigo sobre o projeto na RAU/USPhttp://www.rausp.usp.br/busca/artigo.asp?num_artigo=5
—–

Próximas etapas…

2 – Les Reseaux – Paris – 2000 – 2001
3 – Redes Colaboração e Aprepriação Social das TICs – RITS – 2002 – 2007 – RITS
4 – Redes para o Desenvolvimento – ABDL – 2002 – 2007
5 – Liderança e Desenvolvimento em redes – ABDL – (2007 – ?)

Anúncios

Uma resposta to “Arqueologia da Rede”

  1. Portia said

    First blog I read after wakeup from sleep today!

    —————————-
    Are you tension? panic?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: